logo

Revoltada, professora ameaça e persegue jornalistas com facão na mão

Shellyne Rodriguez recebeu equipe de imprensa, em casa, com uma lâmina no pescoço do repórter e tentou cortá-lo

Redação MOVE

Foto: Reprodução

Foi uma professora da Hunter College, Universidade Pública de NY. Ela ameaçou dois repórteres do jornal New York Post quando eles a questionavam sobre a reação exagerada dela contra estudantes pró-vida. A ação da professora contra o acadêmico foi registrado em um vídeo por um outro aluno no início de maio.

O repórte Reuven Fenton e o câmera visitaram o apartamento em que Shellyne Rodriguez morava para tentar obter um depoimento dela sobre o incidente. No entanto, foram recepcionados com berros e ameaças de ataque com facão.

A mulher, que está sendo investigada por violência e ameaças de morte, começou a gritar aos jornalistas que se afastassem, antes mesmo de sair de sua casa. Quando ela finalmente abriu a porta, colocou a lâmina no pescoço de Fenton.

Os funcionários do jornal saíram imediatamente, mas Shellyne, ainda armada com o facão,  perseguiu-os até a rua, gritando para que nunca mais voltassem a andar por aquele bairro e que se arrependeriam se o fizessem.

Ela ainda conseguiu chutar o câmera na canela quando ele tentou entrar no carro.

O Hunter College confirmou a demissão de Shellyne imediatamente após o incidente. O porta-voz da escola disse que ela nunca mais voltará a lecionar no local.

← Todas postagens Próxima postagem →

Sobre Redação MOVE